segunda-feira, 30 de maio de 2011

E daí que eu sou mãe solteira?

Esses últimos dias, acho que dormi e acordei no século XIX, só pode ter sido algum engano do meu relógio biológico...é porque é meio impossível admitir que em pleno século XXI, encontremos pessoas com preconceito em relação as mães solteiras.

Desde que me separei eu escuto aqui e ali algum comentário maldoso, mas chegou ao ápice, por isso creio que adormeci e voltei no tempo...o que me deixa mais chateada é que muita gente não vê o próprio rabo, ou simplesmente não pensa no dia de amanha.

Este fim de semana, tive a infelicidade de ouvir de uma pessoa que um dia foi amiga a seguinte frase “que triste ser mãe solteira”, não tive o que dizer, virei as costas e fui embora...pessoa esta, que já viveu um inferno na vida com marido traindo, pedindo pra sair com ela e a irmã dela.

E não parou por ai, na seqüência dos dias escuto outra insanidade, “é ruim você falar/sair/estar com a ela porque agora ela é uma mulher solteira”, ai eu pergunto, tua mãe não te criou sozinho seu infeliz, enquanto seu pai bebia nos botecos da vida?

Mas enfim, o homem pode trair, colocar outra na cama, antes mesmo do lado da mulher dele ter esfriado? O homem pode querer sair com sua irmã? O cara pode beber enquanto a mulher se vira pra criar os filhos? A vadia pode sair com o cara casado e posar de santa depois? Mas a mulher que cria o filho, sozinha, sem o pai morando na mesma casa é o que??? É vergonha? É triste? É imoral???

PQP, que eu fiz???

Minha vida é trabalhar e cuidar do meu filho e quando dá temos alguns momentos de lazer, pois a vida nossa é corrida mesmo! Mas daí a dizer que é triste ser mãe solteira por puro preconceito de alguns antigos da sociedade ou é medo de quem sabe se contaminar com a solteirice???

Coisa de gente imatura, sem confiança em si!!

Olha! Ouvi da querida @nessardisson algo mais ou menos assim“ Deus só dá esse dom as mulheres que Ele sabe que são capazes de conseguir realizar essa tarefa, pois tem gente que não passaria da primeira fase”, ela está certíssima, tem muita mulher que não agüentaria o tranco...mas enfim, se você é mãe solteira por escolha ou não, saiba que Deus vai te dar força pra que você siga em frente.

Conheço muitas mães solteiras, que tiveram filhos sozinhas por opção e outra que ficaram sozinhas por razão ou outra, e digo com orgulho que elas cumpriram seu papel de pãe...eu digo, que fácil não é, por mais presente que o pai seja, por mais ajuda que você tenha de todos que estão ao seu redor, sempre o que lhe mata, chateia e te deixa morrendo de raiva é esse preconceito idiota!

Quando sairemos deste século será?

Assim, paga minhas contas? Não né!

Quer me criticar, achar imoral eu ser mãe solteira, manda pelo menos um pacote de fralda aqui pra casa, ai posso pensar em te dar o direito de falar de mim.

Ah, se não gostou e não quer mandar as fraldas, tem um x ali em cima, fecha e passa outra hora, quem sabe fale algo de seu agrado.

11 comentários:

Ana Carolina Amado disse...

Triste é ser sozinho!
E com seu filho vc não está!
:)

Fabi Coltri disse...

Triste é gente que pensa que só pq não tem um marido/pai/companheiro do lado, a mulher é menos, a mulher não é digna...

Pro inferno gente q pensa assim!

Tenho orgulho de ser sua mana!
=o)
Conte comigo sempre!

Bjooos

Tuka Siqueira disse...

É isso aí, bota a boca no trombone! Concordo com a Ana, triste é ser só, e teu filhote é uma linda razão para ser feliz. Também fui mãe solteira e depois vivi por 12 anos com meu marido sem ser casada legalmente. Recebi muito olhar torto, pra dizer o mínimo. Como você mesma disse, cada um que cuide do próprio rabo, ou pelo menos ajude a pagar as contas.
Beijos

Tuka Siqueira disse...

É isso aí, bota a boca no trombone! Concordo com a Ana, triste é ser só, e teu filhote é uma linda razão para ser feliz. Também fui mãe solteira e depois vivi por 12 anos com meu marido sem ser casada legalmente. Recebi muito olhar torto, pra dizer o mínimo. Como você mesma disse, cada um que cuide do próprio rabo, ou pelo menos ajude a pagar as contas.
Beijos

Vanessa e Enzo disse...

Triste amiga é não saber o que fala e abri a boca pra falar uma merda dessa! É pq eu não estava ctg, pq teria dito td o que ela precisaria escutar e antes que falasse mais uma loucura do tipo pensaria bem.
Já disse, tenho orgulho de vc, da sua força, da mãezona que vc é... Será que ela é mãe? E sendo será que é uma boa mãe cm vc? DUVIDO!!!

Karin disse...

Sabe, desculpa, mas eu me diverti lendo seu post. Também sou mãe solteira, crio o meu filho sozinha, mas ele tem um pai relativamente presente. Que vem buscar mas não ajuda financeiramente.

Enfim...

Sou muito mais feliz assim, fui eu quem decidiu essa situação. To muito melhor assim, e assim quero ficar, tenho o meu filho do meu lado, meu cobertor de orelha, meu anjinho!

E se ninguem paga as tuas contas... tem mais que mandar se f*.

Beijos

Universo de Maria disse...

Hoje que estou no meu segundo casamento (com uma filha de 9 anos do primeiro casamento)a primeiro toque era ofendida e mal tratada por ser "mãe solteira" o que ao certo seria "mãe coragem né...de largar tudo de podre e recomeçar.
No inicio do meu novo casamento, um novo som ecoou...Nossa ainda bem que vc arranjou alguém que aceite ser pai da sua filha né!(novamente o preconceito de ex mãe solteira)..
Até quando a sociedade vai continuar com essa falta de respeito?

Aline Milanez disse...

Sabe o q é isto? gente que não tem o que falar..aí solta estas babaquices! Ou gente que tem lá o rabo preso mas de alguma forma, quer sair por cima de toda esta história..
Eu sou daquelas que admiro muito a mulher que cria o filho sozinho, na raça! Durante o dia eu cuido da Anna mas pela noite e aos finais de semana tenho ajuda do marido, não sei como seria se eu não tivesse ele pq eu acho que não teria a força de uma "pãe"!
Parabéns pela sua força, acredite nela e ignore estas pessoas pobres de espírito!
bjs!
Aline

Têh~° disse...

Oi mana, é bem assim mesmo.. mto dificil.. mas a gnt aguenta.
só eu sei o q ja passei por ser mae solteira, olhos revirados e nariz torcido. mas sou mto feliz.
beijos

♥♥ Thata ♥♥ disse...

Amiga, que coisa triste não? Triste é pensar que existe tanta gente preconceituosa no mundo, tanta ignorância, tanta maldade!!

Independente do motivo, ser mãe solteira é motivo de admiração! Não ter em quem se apoiar nas menores coisas, trabalhar, dar conta da casa e do filho, girar todos os pratinhos. Que coisa linda!

Ignore essa gentinha. Eles não merecem nem um minuto do seu pensamento.

Fica bem! E vem logo pra São Paulo!

Um beijo,
Thata

Denise Figueiredo @ddfiigueiredo disse...

Flor, compartilhei com vc o ódio que sentimos qdo gente q nao paga nossas contas veem dar opniao na vida da gente..isso é motivo p posts e mais posts.. te dou total razao.. e ela que mande as fraldas ne..povo da epoca de adao e eva, ou Antes de Cristo... aFF.
Vc é uma mulher batalhadora...uma otima mae..tenho certeza que qdo davi tiver adolescente vc irá se lembrar dessa pessoa e ter vontade de dizer: ó, fui eu sozinha quem eduquei e ele se tornou um homem de bem .

mta força mana
conta sempre comigo...
beeijuuus